Destaques

Polícia Civil prende um dos maiores traficantes do RJ em mansão de luxo

“Mexicano” detido em mansão de luxo Foto: Divulgação/Polícia Civil

“Mexicano” detido em mansão de luxo
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia de Combate às Drogas – DCOD, coordenados pelos Delegados de Polícia Felipe Curi e Gustavo Castro, prenderam na manhã desta terça-feira, dia 30 de agosto, Herbert Queiroz de Almeida, conhecido como “Mexicano”, “Pixoco” e “El Chapo da Baixada”.

Contra Herbert havia mandado de prisão preventiva pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. A prisão foi possível após a realização de um criterioso trabalho de inteligência realizados pelos policiais civis que localizaram o criminoso na cidade de Maricá. Ele foi capturado em uma mansão, localizada no bairro Nova Luzitânia, área nobre de Maricá, cuja piscina continha, no fundo, as iniciais do nome de Herbert.

Os policiais encontraram na casa certa quantidade de cocaína já embalada e pronta para venda, com as inscrições da favela da Palmeira, em Belford Roxo.

O delegado Felipe informou que, de acordo com as investigações, “Mexicano” é responsável por dominar e implantar o tráfico de drogas na região, onde ele é considerado o “dono”, sendo a única comunidade da Baixada Fluminense com atuação da facção criminosa Terceiro Comando Puro, conhecida pela qualidade da cocaína comercializada a preço único. O criminoso também é o responsável por estabelecer vínculos com as comunidades de Acari e Amarelinho, de onde adquire a cocaína revendida na favela da Palmeira.

As investigações da especializada também dão conta de que Mexicano possui uma transportadora, a qual é utilizada para a lavagem do dinheiro obtido com a venda das drogas, sendo, inclusive, apreendidos comprovantes de depósitos bancários com expressivas quantias.